Zumbido é tema de encontro de otorrinolaringologia

Mesa redonda será realizada nesta quinta-feira (24), das 13h às 14h, no Centro Médico Aliança

Esse sintoma afeta 28 milhões de brasileiros (Foto: Divulgação)

Quem sofre com aquele barulho ininterrupto no ouvido semelhante a um chiado, apito ou grilo e que causa muito incômodo, terá a oportunidade de tirar todas as dúvidas sobre esse e outros sintomas, como tontura ou perda auditiva na última edição do ano do Encontro Mensal dos Pacientes Portadores de Hiperacusia e Zumbido – EMPAHZ.

A mesa redonda, liderada pela conceituada otorrinolaringologista Clarice Saba, será realizada nesta quinta-feira (24), das 13h às 14h, no auditório do Centro Médico Aliança, com a participação de mais dois especialistas. O evento será aberto ao público.

“Realizamos esse encontro na primeira quinta-feira de cada mês para tirar as dúvidas e orientar as pessoas que sofrem com o zumbido, que é um sintoma que afeta muitas pessoas, causa muito incômodo, mas que tem tratamento. Esse, como será o último do ano, deixamos para fazer nessa última quinta de novembro”, explica Clarice Saba.

Durante o evento, haverá também o sorteio de uma camisa da Campanha de Alerta ao Zumbido e um livro.

Zumbido

Esse sintoma afeta 28 milhões de brasileiros, 278 milhões de pessoas no mundo e pode estar relacionado a diversos fatores, como alterações na tireóide, no açúcar, no colesterol, na postura, além de alteração da oclusão dentária, perda auditiva, alimentação inadequada e até mesmo o estresse.

O zumbido pode causar transtornos como alterações de humor, agravar patologias como a hipertensão e diabetes, irritabilidade e depressão, mas quem sofre com o sintoma pode ter esperança, pois há tratamento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*