Vídeo: Transalvador multa, reboca carros e provoca reclamações em Ondina

Moradores e comerciantes alegam que foram surpreendidos com a ação dos agentes, bem antes dos dias oficiais do carnaval

Mesmo na presença do dono, agentes da Transalvador ordenam que o carro fosse rebocado, alegando cumprimento de normas da empresa(Foto: #AnB)

A ação da Transalvador em alguns pontos do bairro de Ondina, provocou surpresa e revolta em moradores e comerciantes, além de pessoas que frequentam as academias da área do Jardim Apipema. Mesmo com todos conscientes de que, durante o carnaval as ruas têm trânsito restrito, agentes de trânsito do órgão foram ao local aplicando multas e rebocando carros estacionados ao lado direito da rua Sabino Silva.

Por volta das 16h desta terça-feira(6), o #AgoraNaBahia foi alertado por moradores, de que a Transalvador estava rebocando diversos carros. Ao chegar à rua Sabino Silva, a reportagem encontrou agentes de trânsito aplicando multas e, a seguir, rebocando alguns carros com o uso de dois caminhões.

Em locais onde costumeiramente é permitido o estacionamento de carros, foram colocadas placas indicando que o estacionamento passou a ser proibido já nesta terça-feira, o que provocou a indignação. “Ninguém foi comunicado disso com antecedência e os moradores e comerciantes daqui acabaram surpreendidos e não sabem o que fazer”, disse Solange Braga, moradora do Jardim Apipema há mais de 30 anos.

Rua Sabino Silva foi alvo da ação de agentes da Transalvador e houve muitas reclamações(Foto: #AnB)

Recorrendo à página oficial da Transalvador na internet, o #AnB encontrou comunicado sobre mudanças no trânsito em diversos locais da cidade, onde o órgão fala de “alterações de tráfego em algumas vias da Barra, nesta terça-feira(06), para a realização do Pipoco. Das 15h de terça até as 02h de quarta-feira (07), haverá proibição de circulação e estacionamento de veículos nas seguintes vias: Avenida Sete de Setembro, no trecho compreendido entre a rua Afonso Celso e o Largo do Farol; e na avenida Oceânica, no trecho entre o Farol da Barra até a rua José Sátiro de Oliveira”.

Quando faz referência à Sabino Silva, o comunicado diz: “A Zona Azul será permitida na rua Sabino Silva, no entorno do canteiro central, em ambos sentidos da via, das 12h de terça-feira (06), até as 02h de quarta-feira (07), com cartelas a R$20”. Em momento algum o motorista é alertado sobre a proibição de parar ao lado direito e, por causa disso, muita gente estacionou na porta de prédios ou casas comerciais na manhã desta terça-feira para passar o dia, tendo sido surpreendido no meio da tarde com a fiscalização e as punições.

Os agentes alegam que com o estacionamento sendo feito nas duas laterais do canteiro central é impossível manter o estacionamento ao lado direito da via. Mas a questão foi a falta de aviso antecipado, reforça Silas Júnior, que estacionou o carro para ir a uma academia e acabou alertado de que o carro poderia ser rebocado e multado. “A gente faz isso todo dia, nessa mesma área e, de repente, estão aí placas colocadas e ninguém sabe onde a propaganda disso aí foi feita”, reclama.

Mas o principal problema encontrado por agentes da Transalvador, foi o protesto de um idoso, aposentado, que parou o carro para ir a uma padaria e quando estava no caixa fazendo pagamento, foi alertado de que o carro dele estava sendo rebocado.

O #AgoraNaBahia acompanhou o momento em que ele chega ao local e conversa com o homem que dirige e controla o reboque, tentando evitar que o carro seja colocado sobre a prancha. No entanto, o homem prossegue com o trabalho e manda ele conversar com dois agentes que estão ao lado, porém, não adiantaram os argumentos e o carro foi mesmo levado, poucos minutos depois.

A primeira alegação foi de estacionamento proibido, mas, quase no fim da gravação, o agente disse que o carro do aposentado foi levado por estar a menos de cinco metros de uma esquina, o que configura infração de trânsito. Questionado se a presença do dono do carro não poderia evitar o reboque do carro, mesmo com aplicação da multa pelo estacionamento irregular, o agente disse que isso é norma da Transalvador e ele apenas estava cumprindo a determinação.]

O #AgoraNaBahia conversou, por telefone, com o superintendente da Transalvador, Frabrizzio Mueller e ele confirmou que existe essa norma interna do órgão, ainda que a situação não esteja no Código de Trânsito. “Se o carro for colocado no chão, pode haver interpretação de propina, etc. por isso, a recomendação é que, ao estar no reboque, o carro tem que ser conduzido”, insistiu Fabrizzio.

O diretor do órgão ficou de avaliar a situação do idoso, ao ser informado pelo #AnB que o carro estava, apenas, ainda sendo colocado e não totalmente amarrado sobre o reboque, mas até o fechamento desta reportagem, não houve retorno.

O Art. 181, do Código de Trânsito, diz que estacionar o veículo:
I – nas esquinas e a menos de cinco metros do bordo do alinhamento da via transversal:
Infração – média;
Penalidade – multa;
Medida administrativa – remoção do veículo;

Confira o vídeo completo da ocorrência com o idoso e as explicações dos agentes da Transalvador, além da indignação do idoso. Clique AQUI.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*