Técnico de futebol se passava por mulher para aliciar adolescentes e praticar abusos sexuais

Policia cumpriu mandado de prisão contra Juninho, na cidade de Eunápolis, interior da Bahia

Alunos eram ameaçados por Gilberto Rocha da Silva, para fornecer imagens pornográficas e praticar atos sexuais, segundo a polícia(Foto: Divulgação/P.Civil)

A polícia prendeu nesta terça-feira(22), em Eunápolis, no Sul do estado, Gilberto Júnior Rocha da Silva, 28 anos, acusado de aliciar e abusar sexualmente de adolescentes, todos alunos dele em uma escolinha de futebol. Juninho, como é conhecido, teve mandado de prisão expedido pela justiça, após várias denúncias de vítimas que relataram os crimes e até contaram que ele se passava por mulher para começar as conversas.

Segundo o delegado Moisés Nunes Damasceno, coordenador de polícia de Eunápolis, a investigação contra Gilberto foi iniciada a partir da denúncia de um adolescente. “No início, para atrair suas vítimas, ele se passava por uma mulher. Após enviar fotos com conteúdo pornográfico, obtidas por ele na internet, ainda fingindo ser menina, Gilberto induzia os garotos a também enviarem fotos”, explica Damasceno.

Com as fotos íntimas dos meninos, Gilberto se identificava e passava a ameaçá-los, dizendo que iria divulgar as imagens para toda a cidade, solicitando mais fotos e vídeos íntimos. “Ele coagia os adolescentes a realizarem cenas eróticas durante chamadas por vídeo ao vivo. Em outros casos, ele chegava a marcar encontros presenciais, mediante ameaça e praticava atos sexuais com as vítimas”, detalha o coordenador.

Durante as buscas na casa de Gilberto foi apreendido material contendo imagens pornográficas de diversos adolescentes. A polícia também investiga a existência de sete vítimas dos abusos. O treinador de futebol segue preso aguardando as providências da Justiça.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*