Bike Turista possibilita visitantes conhecerem Salvador em bicicletas

A implantação do projeto será gradativa e deve entrar em operação ainda em janeiro

Um projeto piloto inédito no país será realizado em Salvador e vai aliar o uso da bicicleta com as visitas a pontos turísticos pelos turistas. O Bike Turista é uma iniciativa que conta com a parceria da Prefeitura de Salvador, por meio do Movimento Salvador Vai de Bike, o banco Itaú, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA) e a empresa Compartibike, que realizará a operação do sistema. Neste primeiro momento, o circuito irá contemplar 13 hotéis, que vão desde o Centro da cidade até o bairro de Stella Maris.

Para o prefeito ACM Neto, a implantação do Salvador Vai de Bike em 2013 como um projeto mudou a cultura dos moradores da cidade, ao incentivar o uso da bicicleta. “A bike se tornou uma política pública de Salvador e vamos avançar ainda mais”, afirma.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, também coordenador do Movimento Salvador Vai de Bike, explica que o projeto considerou uma tendência mundial, que é a preferência dos visitantes em conhecer as cidades usando a bicicleta. “O Bike Turista tem como objetivo estimular o desenvolvimento turístico e o uso da bicicleta. Salvador é propício para isso, pois possui uma das maiores orlas cicláveis do país”. Além disso o projeto, segundo avaliação do secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Érico Mendonça, coloca Salvador na vanguarda ao permitir que o turista possa visitar a cidade de uma outra maneira. A expectativa da pasta é de que 1,8 milhão de turistas visite Salvador neste verão.

Na visão do presidente da ABIH-BA, José Manolo Garrido, os investimentos na cidade vão gerar resultados positivos a Salvador. “A reforma dos trechos de orla, a instalação de equipamentos como a Casa do Rio Vermelho e agora com este projeto, a expectativa é de aumentar a permanência dos turistas na capital baiana e, assim, reforçar a economia da cidade. Afinal de contas, o turismo representa hoje 20% do PIB de Salvador.”

Funcionamento – Ao se hospedar em um desses hotéis, o turista poderá compartilhar de uma das 142 bicicletas que vão fazer parte deste circuito. A implantação do projeto será gradativa, entrando em operação ainda em janeiro em cinco estabelecimentos: Catussaba (Itapuã), Grand Hotel Stella Maris (Stella Maris), Mar Hotel (Rio Vermelho), Portobello e Mar Brasil (Ondina).

Os hóspedes vão poder se cadastrar na recepção dos hotéis, que contarão com tablet, com algumas informações pessoais e os dados do cartão de crédito. Após o cadastro, o recepcionista entregará o cartão Bike Turista. O visitante poderá escolher entre três tipos de passe: o diário por R$ 7, para três dias por R$ 10 ou semanal por R$ 20. O empréstimo precisa ser renovado a cada quatro horas, em qualquer estação. Para retirar a bicicleta é necessário digitar a senha que escolheu e o número do cartão recebido e então selecionar a bike que deseja. O usuário cadastrado poderá retirar e devolver a bicicleta em qualquer hotel cadastrado no projeto.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO


*