Rodoviários confirmam greve dos ônibus em toda a Bahia a partir de quarta-feira(23), por tempo indeterminado

Categoria diz que não recebeu nenhuma contra proposta dos empresários que alegam problemas financeiros

O diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, informou no começo da tarde desta segunda-feira(21), que está mantida a greve dos ônibus a partir da zero hora de quarta-feira(23), em toda a Bahia. O anúncio foi feito mesmo antes do fim de uma reunião de negociação na Superintendência do Trabalho, com participação dos empresários e de representantes da prefeitura, além dos trabalhadores.

Segundo o dirigente sindical, os rodoviários chegaram a reduzir a proposta de aumento, de 6% para 5% nos salários mensais e no aumento do ticket refeição de 10% para 8%, mas manteve a exigência das empresas pagarem despesas com vacina dos trabalhadores, bem como renovação da carteira de habilitação, a cada cinco anos.

A reunião entre sindicato, representantes da prefeitura e mediada pela antiga Delegacia do Trabalho, começou com cerca de 40 minutos de atraso, mas não deve, de acordo com o que ficou apurado no local, progredir para qualquer acordo, pois os empresários, também representados no encontro, alegam que não têm nenhuma condição de oferecer aumento de salário ou outros benefícios sociais, por conta das dificuldades financeiras enfrentadas pelas empresas que trabalham em Salvador.

Veja também:

Veja como vai ser o esquema especial do transporte coletivo durante a greve dos ônibus em Salvador

Em assembleia, rodoviários confirmam greve e garantem que vão rodar com 50% da frota, sem cobrar passagens

 

19 COMENTÁRIOS

  1. Tem motorista que deveria ter vergonha na cara e não ir nem para as reuniões. Eu sou vítima desses infames todos os dias do ônibus de Barroquinha São Cristóvão Orla/Stiep, esses ordinários passa todos os dias e deixa as pessoas no ponto tenho os números de séries e tudo me poupem.

  2. Pessoal não é só assim rodar e não cobrar passagem vcs acham q os empresários e a prefeitura iriam aceitar isso? Não sou rodoviário nem tão pouco empresário e oq eu vejo ai é que a prefeitura cobrou 180 milhões aos empresários e os mesmos não estão tendo lucro para arcar com salários, combustíveis, manutenção,IPVA, e fora os postos q já pagam. Os presídios vão forçar a greve pq querem devolver essa bomba p prefeitura!

  3. O governo obriga o sistema de transporte municipal alimentar o sistema do metrô.
    O valor da passagem, hoje, é dividido por três, antes não existia o metrô, combustíveis subindo de peço a cada semana sem controle algum, impostos q não acabam mais, sei como é pois, eu tinha um comércio e não suportei as condições de tributos.
    Vejam exemplos na conta de luz q todo mês tem aumento, seja pela própria empresa q administra, pelo governo estadual ou federal.

  4. Concordo contigo Solange!
    Já passei muito por isso e nessa mesma linha.
    Os motoristas não param no ponto, reclamam constantemente.
    Essas raças ruins são engraçadas. Passam o ano todo desrespeitando a população, quando chega nessa época vem pedir o apoio de todos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

*