Provocação: Presos da Lemos Brito reverenciam traficante morto em confronto com a polícia; ouça

Clima tenso na cidade é reforçado pela ideia de que ordens de ataque a um ônibus incendiado na noite da quinta-feira, partiu do presídio

Para aumentar ainda mais o clima de tensão vivido na segurança pública em Salvador e em algumas cidades do interior, um áudio distribuído através de redes sociais indicando que a produção foi dos presos da penitenciária Lemos Brito, deixa ainda mais a certeza de que muitos conflitos e ações saem de dentro das celas, através de telefone celular por voz ou mensagens.

Policiais militares amanheceram esta sexta-feira(11)ocupando o Engenho Velho da Federação, um dos bairros onde há grande influência do tráfico nos índices de violência. O incêndio a um ônibus do transporte coletivo nas imediações do bairro Boca do Rio, também está sendo atribuído à morte do traficante Marreno, que entrou em confronto com a polícia em uma área do Litoral Norte.

Marreno era um dos alvos da polícia e a área de ação, além de Salvador, era Alagoinhas e Catu, que também vivem clima de tensão. Depois de saberem da morte do traficante, um grupo de bandidos se reuniu para reverenciar o traficante e aproveitou para fazer provocações, citando nomes de outros envolvidos no crime, bem como de facções criminosas das quais fazem parte. Tudo isso ocorreu em uma das áreas da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador.

O #AgoraNaBahia teve acesso ao áudio gravado em um dos momentos da reunião de presos. Ouça clicando aqui:

 

SEM COMENTÁRIOS