Policiamento aéreo; privilégio do Graer no Carnaval de Salvador

Os militares encaram os dias de foliar no ar, dando apoio aos colegas em terra e até fazendo resgate

Olha dividido: para as belezas da cidade, da festa e da natureza (Foto: Jorge Cordeiro/GOVBA)

Quatro helicópteros e três aviões compõem a estrutura do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) empregada na operação policial no Carnaval de Salvador. Com posto e pista de pouso montados no campus da Universidade Federal da Bahia (Ufba) em Ondina, seus integrantes conseguem deslocar as unidades móveis num menor espaço de tempo possível.

Nos três circuitos da folia, o Graer realiza o patrulhamento aéreo, fornecendo informações, via rádio às patrulhas em atuação nas ruas, realizam mapeamentos para os setores de inteligência, resgate de vítimas (de afogamentos, de acidentes, dentre outros) e escolta de grandes grupos de turistas. Há apoio de um médico, cedido pela Secretaria de Saúde do Estado, com o suporte dos equipamentos para atendimento pré-hospitalar.

O comandante de Operações do Graer, capitão PM Arthur Miranda, explicou que o grupamento faz também o monitoramento do escoamento do folião no término de cada dia de festa, dando atenção especial às principais avenidas, estações de ônibus e bairros que tenham registros de crimes neste período. “Intensificamos ainda nossas ações nas regiões com notificações de crimes violentos letais intencionais, levando em consideração as informações das unidades de inteligência das polícias. Estamos estruturados e bem treinados para agir em qualquer situação”, acrescentou.

Além do trabalho, os militares do Graer têm o privilégio de poucos e realizam o sonho da maioria: ver o Carnaval do alto, com um visual de tirar o fôlego em alguns pontos, mesmo com os riscos naturais de estar nas alturas. Confira alguns momentos desse trabalho:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*