Polícia vai usar imagens de câmeras de vigilância para esclarecer acidente que matou professora de balé no Itaigara

Acidente foi nocomeço da tarde desta quinta-feira, quando a moto em que a vítima estava foi atingida por um carro de luxo

A professora de balé Geovanna Alves Lemos, 41 anos, que estava na garupa de um mototáxi, morreu em acidente no começo da tarde desta quinta-feira, na Avenida ACM, bairro Itaigara. De acordo com as informações, a moto foi atingida com violência e os dois ocupantes arremessados no asfalto, perto do Posto Namorados.

O motociclista teve ferimentos e foi socorrido no local, enquanto a professora de balé teve morte instantânea. A mulher que dirigia o carro envolvido no acidente foi identificada como Rute Nunes Queiroz, uma médica pediatra, que foi levada para a 16ª Delegacia de Polícia, na Pituba, onde vai ser aberto inquérito. De acordo com a polícia, ele chegou à DP com advogados e deve pagar fiança de R$ 4 mil para ser liberada. 

A mãe de Geovanna, que é natural de Ilhéus, no Sul do estado, estava bastante emocionada no local do acidente, ao lado de amigos e colegas da professora que dava aulas no colégio Sartre. Maria Auxiliadora Andrade, diretora do colégio, também foi ao local. “Uma menina alegre, linda. Como pode uma brutalidade dessas? A mãe perdeu a filha única”, diz “Eu ainda não estou acreditando. Ela era filha única, batalhadora, só vivia sorrindo”, disse.

Geovanna trabalhava como professora assistente do Sartre há dois anos e também dava aulas na Ebateca, em Brotas.

A polícia deve usar câmeras de vigilância instaladas no local para conferir detalhes do acidente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*