Polícia Federal cumpre mais de 60 mandados de prisão, busca e apreensão na Bahia; ação também está em outros estados

Agentes buscam receptadores de carga e caminhões roubados

 Agentes da Polícia Federal estão nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira(17), cumprindo cerca de 61 mandados de prisão e busca e apreensão no estado da Bahia, depois de investigar um esquema de receptação de carga e caminhões roubados. Além desses mandados na Bahia, a PF está, também, em mais cinco estados. Ao todo, são 173 mandados depois de um prejuízo que chega a R$ 8,6 milhões. Armas e veículos já foram apreendidos, além de algumas prisões de pessoas.

A operação denominada Transbordo é comandada pela Polícia Federal de Alagoas, de onde saíram os mandados expedidos pela 17ª Vara Criminal de Maceió e ocorre em Maceió, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará e Pernambuco. Segundo a PF. No fim da operação, a PF vai informar o número de presos e o resultado total da ação, mas logo nas primeiras horas mais de 20 pessoas foram capturadas pelos agentes.

Ao todo são cumpridos 64 mandados de prisão e 106 de busca e apreensão, a maioria deles em São Paulo. Além disso, a Justiça expediu três mandados de interdição de empresas envolvidas em receptação de mercadorias roubadas, na cidade de São Miguel dos Campos, Litoral Sul de Alagoas.

Segundo a PF, a operação visa desarticular uma organização criminosa envolvida em crimes de furto e receptação de cargas e caminhões em diversos estados do Nordeste e Sudeste, valendo-se de falsas comunicações de crimes de roubo, além de adulteração de veículos, golpes em seguradoras e outros delitos.

A organização criminosa contava com a participação dos motoristas dos caminhões, que simulavam terem sido sequestrados por assaltantes, enquanto outros integrantes realizavam a desativação dos dispositivos de segurança do caminhão e a subtração da carga. Depois disso, o motorista ia até a polícia para registrar a falsa comunicação do crime.

Segundo as investigações, a organização criminosa não tinha um tipo de mercadoria preferencial como alvo. Eles atuavam em qualquer frente, desde que fosse mercadoria (têxtil, eletrônicos, alimentos etc).

A investigação foi realizada pela Superintendência da Polícia Federal em Alagoas, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal durante as investigações.

MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO 
RJ- 02
AL – 18
SP – 47
PE – 01
BA – 36
CE – 01
MANDADOS DE PRISÃO
RJ – 02
AL – 11
SP – 32
PE – 01
BA – 25
CE – 01

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*