Ônibus com frota total, muitos postos com combustíveis e escolas públicas com aulas; caminhoneiros estão voltando ao trabalho

Mesmo com alguns serviços operando, consumidores relatam muitos problemas, especialmente do abuso dos preços praticados por muitos comerciantes

O nono dia de mobilização de caminhoneiros de todo o Brasil contra o preço abusivo dos combustíveis, começou com grande parte dos postos de Salvador, com carros sendo abastecidos, ainda que muitos impondo limitações de quantidade por cliente. Mas a situação nesta terça-feira(29), é bem melhor que em dias anteriores, apesar de filas que ainda são vistas e de preços que estão superiores aos que eram praticados antes da greve.

O abastecimento está sendo feito por causa da liberação de vias importantes para a cidade, como a BR 324, Via Parafusos e a CIA-Aeroporto(BA 526). Desde a madrugada, diversos caminhões com carregamento de gasolina, álcool e óleo diesel, foram escoltados por carros da Polícia Militar e do Exército, em diversas rodovias, desde as distribuidoras. A maioria foi destinada a postos de abastecimento em Salvador, onde os motoristas aguardaram nas filas nesta manhã de hoje. De acordo com a Polícia Rodoviária, a BR 116 Sul ainda tem pontos de manifestação, mas não há notícia de retenção de trânsito.

Mas um dos graves problemas enfrentados pela população é na hora da compra do botijão de gás de cozinha, pois os relatos é de cobrança de presos abusivos. Em entrevista a uma emissora de TV na manhã desta terça-feira, um consumidor disse que o preço do produto chegou a R$ 150. Fiscais do Procon foram ao local e constataram que havia cobrança abusiva, mas o produto estava esgotado. Ainda assim, a empresa foi notificada e terá que justificar a cobrança bem além da tabela normal, podendo pagar multa que chega a R$ 6 milhões.

Ônibus

Nesta terça-feira, de acordo com a Prefeitura Municipal, a frota de ônibus da cidade voltou a circular com cem por cento da capacidade, depois de ter feito redução na quantidade de ônibus desde o fim da semana que passou, pela escassez do diesel. Mas as reservas das garagens foram reforçadas e os coletivos voltaram a circular sem restrições.

Aulas

Tanto colégios municipais quanto os municipais seguem com aulas em Salvador e no interior da Bahia, por orientação da prefeitura de Salvador e do governo do estado. Mas alguns colégios particulares resolveram suspender as atividades, bem como as duas maiores universidades do estado: UFBa e Uneb.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*