Mergulhador tailandês morre depois de levar alimentos para crianças presas em caverna

Ele ficou sem oxigênio em um trecho da caverna quando para a base de comando da operação de salvamento

Saman Kunan, 38 anos, em foto recente

Um mergulhador morreu na madrugada desta sexta-feira(6), no horário local, durante as ações de resgate dos 12 garotos e seu treinador presos há 12 dias em uma caverna no norte da Tailândia.

Autoridades informam que Saman Kunan, 38, sargento da reserva da marinha tailandesa, perdeu a consciência por falta de ar, por volta das 2h desta sexta (17h de quinta no Brasil), enquanto retornava ao centro de comando da operação.

Ele havia acabado de deixar tanques de oxigênio em um posto avançado dentro da caverna, mais próximo de onde está o grupo.

“Um ex-mergulhador da marinha que se ofereceu para ajudar morreu nesta madrugada por volta das 2h”, disse o vice-governador da província de Chiang Rai, Passakorn Boonyaluck, a jornalistas no local de resgate, segundo informa a BBC. “Seu trabalho era entregar oxigênio. Ele não teve o suficiente no caminho de volta”, complementou o vice-governador.

“Ele perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo”, revelou o oficial da marinha Apakorn Yookongkaew. Os primeiros socorros, no entanto, não foram suficientes para reanimá-lo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*