Luislinda Valois cumpre agenda em Salvador para discutir violência contra negros

A secretária nacional da Igualdade Racial também discutiu a questão da intolerância religiosa

A secretária conversou com a presidente do TJ-BA (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de combater a intolerância religiosa e racial, a violência contra a mulher negra e reduzir os homicídios de jovens negros nas periferias brasileiras, a secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luislinda Valois (PSDB), cumpriu agenda nesta segunda-feira (20), em Salvador, para discutir parcerias com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e a Associação dos Magistrados da Bahia (Amab).

Com a presidente do TJ-BA, a desembargadora Maria do Socorro Barreto, Luislinda discutiu a possibilidade de firmar um termo de cooperação entre Seppir e o tribunal sobre os temas que são prioridade da pasta.

Durante o encontro, a tucana discutiu a celeridade nos julgamentos nos processos de mulheres encarceradas, a criação da delegacia especializada para crimes de racismo, intolerância religiosa e afins, além do processo de mediação entre a polícia militar e as comunidades carentes. Além disso, Luislinda quer levar para outras regiões do país os balcões de justiça e cidadania – iniciativa implantada, desde 2003, na Bahia.

Também participaram da reunião os desembargadores Lidivaldo Britto (coordenador do núcleo de Direitos Humanos e Combate à Intolerância), Nágila Brito (coordenadora do núcleo das Mulheres) e Joanice Guimarães de Jesus (coordenadora do núcleo de Justiça Restaurativa). No encontro, a secretária entregou para a presidente do TJ-BA alguns exemplares do Estatuto da Igualdade Racial e o livro “Negros pensadores do Brasil”, de sua autoria, que será lançado em breve.

Amab

Luislinda Valois também se reuniu nesta segunda com o presidente da Amab, Freddy Carvalho, para discutir, assim como no TJ-BA, futuras parcerias com a associação voltadas para mulheres encarceradas, jovens negros da periferia e intolerância religiosa e racial. Ainda no encontro, a desembargadora foi convidada pela entidade a fazer o lançamento do seu livro no dia 10 de agosto, em comemoração ao Dia do Magistrado.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*