Jonas Paulo substitui ex-governador Jaques Wagner no CODES

Nomeação foi feita pelo governador Rui Costa, reforçando o time do PT na administração estadual

Após assumir a chefia da Representação do Governo da Bahia em Brasília por 2 anos, o ex-presidente do PT baiano, Jonas Paulo, está de volta ao Estado. Desta vez, a tarefa atribuída pelo governador Rui Costa é de coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia (Codes), função ocupada anteriormente pelo ex-governador Jaques Wagner. O papel do petista é de assessorar o governador do estado na discussão e elaboração de políticas públicas e diretrizes voltadas à promoção do desenvolvimento sustentável da Bahia.

De acordo com Jonas Paulo, o convite demonstra a importância que tem para o governo Rui Costa o diálogo com a sociedade, com os setores produtivos, com os trabalhadores, com setor de cultura e de projetos, que afirmam o caráter do governo. “Logicamente que responder ao desafio de assumir o Codes após ter sido confiado a Jaques Wagner. É mais do que motivo de orgulho, é uma honra cumprir esta tarefa. Estamos na fase de consolidar o nosso projeto e o fundamental para o processo de sucessão é o legado que construímos. Rui Costa está se revelando como o governador que nos últimos 50 anos mais entregas fez ao povo baiano. Estou pronto para a nova missão”,afirmou.

Uma das tarefas do coordenador do Codes é integrar a sociedade. Fazer com que ela sinta-se parte do governo através de propostas, construção de novas alternativas no que diz respeito a mudanças na infraestrutura, logística, economia e na condução de melhorias na qualidade de vida das pessoas. “Desde o governo Jaques Wagner, grandes intervenções mudaram o perfil econômico da Bahia a partir de investimentos na logística, na mobilidade urbana, na diversificação da matriz energética, em toda a estrutura de serviços, de bens essenciais à comunidade (principalmente água, energia e habitação). Estes são projetos em curso na Bahia, o nosso papel agora é ampliar e construir mais possibilidades de crescimento ainda”, pontuou.

Através do Codes, qualquer cidadão pode fazer sugestões e avaliar o cotidiano do governo, além de sugerir ações que melhorem a geração de emprego e o desenvolvimento econômico do estado.

Sobre o que já está em curso e que ele pretende dar continuidade e profundidade, Jonas Paulo destacou: “ Há uma construção de inteligência no estado que produz um conjunto de projetos que negociamos com o governo seja qual for a sua natureza política. Essa é a nossa marca. Vamos tratar dos interesses do povo da Bahia, governamos para todos e, seguiremos as demandas, de forma republicana. É momento de gestão. A nossa missão é concentrar esforços para fazer chegar ao povo baiano os benefícios das ações de governo”, finalizou.

Formado por 45 representantes de diferentes segmentos sociais, o colegiado que compõe o Codes promove debates sobre assuntos relacionados à dinâmica socioeconômica do estado por meio de diálogo com a sociedade civil e gestores das três esferas de governo.

Brasília

Como representante do Governo da Bahia, em Brasília, Jonas Paulo teve papel importante na articulação do Fórum dos Governadores do Nordeste organizando e coordenando em paralelo os Representantes dos Estados Nordestinos, momento em que foram discutidas questões importantes para desenvolvimento dos estados, tais como: dívidas, partilha da repatriação, depósitos judiciais e operações de crédito.

Jonas Paulo também acompanhou de perto as negociações dos grandes investimentos no Estado como a FIOL, Porto Sul, VLT, Vias Estruturantes, Parque Solar e Eólico, grandes Adutoras e Canais como; Algodão São Francisco, Campo Alegre, Muquém-Wanderley, Cristópolis, Baixio e Salitre/Canal do Sertão, barragens e crise hídrica ( revitalização do São Francisco), com ênfase no sertão (Itabuna e Conquista), além do acompanhamento das ações de recuperação e duplicação das estradas federais, programa de aeroportos regionais e de Salvador, expansão das redes de fibra ótica e banda larga,campos de petróleo, programas sociais e inclusivos, universidades e institutos federais.

Diante da experiência adquirida em Brasília, Jonas Paulo afirmou estar preparado para estabelecer o diálogo com todos os segmentos da sociedade.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO


*