Janeiro branco: Especialista alerta sobre os riscos das doenças provocadas pelo estresse

Organização Mundial da Saúde alerta que uma em cada quatro pessoas sofrerá com um transtorno da mente ao longo da vida

Pelo quarto ano consecutivo, a campanha Janeiro Branco alerta a população sobre os danos à saúde causados pelo estresse. “Inicia-se um novo ciclo e, apesar das promessas e metas típicas da virada, o comum é dar continuidade a antigos padrões de comportamento. Responsabilidade em excesso, multiplicidades de papéis, acúmulo de trabalho e compromissos contribuem para o estresse nocivo, que prejudica a saúde e pode estar associado a doenças como hipertensão, diabetes e alterações na tireoide”, afirma o médico Walter Viterbo, idealizador da campanha.

De acordo com dados do Ministério da Saúde há 10 anos, o percentual de executivos brasileiros com estresse era de aproximadamente 45%. Agora é de 49%”. Dos profissionais que trabalham em escritórios sem exercer cargos de chefia, 35% têm sinais de estresse. Já a Organização Mundial da Saúde alerta que uma em cada quatro pessoas sofrerá com um transtorno da mente ao longo da vida.

Para Viterbo o que pouca gente sabe é que existe o estresse bom. O eustresse é impulsionador e manifesta-se em situações de pressão e enfrentamento, promovendo mudanças rápidas nas atividades fisiológicas, como descarrega de importante dose de adrenalina no sangue e, por consequência, aumento dos batimentos cardíacos, frequência respiratória e glicose. Nestas situações, o organismo produz adrenalina que dá ânimo, vigor e energia, favorecendo a produtividade e criatividade. Quando passa a ser constante e danoso, o Eustresse vira Distresse.

Dicas

O ideal é aprender a gerenciar a tensão com momentos de pausa e relaxamento, evitar traçar metas difíceis ou impossíveis de serem alcançadas, buscar uma alimentação balanceada e saudável, fazer atividade física de forma regular, práticas alternativas e complementares como yoga, massoterapia e sessões de Acupuntura, equilíbrio entre o trabalho e o repouso e o contato com a Natureza certamente ajudam a combater o estresse. “Afinal, o que mais desejamos e merecemos é uma vida com qualidade”, finalizou Dr Viterbo

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*