Inscrições para o Rota Global são abertas; há vagas para empresas baianas

Objetivo do programa é a inserção das empresas no mercado internacional

Estão abertas as inscrições para o Rota Global, que oferecerá consultoria gratuita para empresas consolidarem ou começarem a atuar no comércio internacional. Até o dia 15 de setembro, negócios de todos os portes e setores podem se inscrever no site do programa para participar da primeira fase, que consiste em um questionário online de avaliação da maturidade de internacionalização da empresa. Inicialmente, o Rota Global estará disponível em 18 estados, incluindo a Bahia.

Podem participar empresas de todos os portes e setores industriais, com níveis diferentes de experiência no exterior. Por se tratar de um programa internacional, empresas da Argentina e da Espanha também serão atendidas pelas instituições parceiras nesses países. Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins são os demais estados onde as inscrições para o Rota Global também estão abertas.

O Rota Global é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria a União Industrial Argentina(UIA) e o Parque Tecnológico de Extremadura (Fundecyt-PCTEX), na Espanha, e tem o apoio do Ministério de Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

O Rota Global é executado pela Rede de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), presente em todas as federações estaduais de indústrias, e será financiado com R$ 1,2 milhão obtido junto à AL-Invest, programa da Comissão Europeia de fomento à competitividade de micro, pequenas e médias empresas da América Latina. A meta da primeira etapa é avaliar a capacidade de atuação internacional de pelo menos 500 indústrias (não há limite de inscritos). Todos os candidatos receberão um relatório que identifica pontos fortes e desafios para a inserção internacional.

Segunda Etapa

A partir do processo de avaliação, o Rota Global selecionará 200 empresas para a próxima fase, que vai até abril de 2018. Neste período, as indústrias receberão consultoria personalizada e gratuita para construir o plano de negócios de apoio à internacionalização ou consolidação da empresa no mercado externo. O objetivo é promover melhorias concretas na operação internacional em pelo menos 100 delas até junho do ano que vem.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi, o programa é uma grande oportunidade para a indústria brasileira ampliar a participação no mercado internacional, sobretudo pequenas e médias empresas. “O Rota Global vai considerar a realidade de cada empresa no desenho de estratégia que dê chances reais de inserção no mercado internacional. Além disso, é uma consultoria especializada gratuita”, afirma.

Recursos Europeus

O AL-Invest é um Programa da Comissão Europeia para fomentar a produtividade e a competitividade de MPMEs, na América Latina como forma de combater a pobreza e a desigualdade social. Na segunda convocatória da quinta edição, foram disponibilizados 4,9 milhões de euros para financiar projetos na região.

SEM COMENTÁRIOS