Empresário questiona: “Festa ou orgia a céu aberto?”

Por Davidson Botelho(*)
      Empresário

Antes que comecem a me chamar de homofóbico, preconceituoso, tirano ou algo do gênero, esclareço que respeito o contrário, as opções e os pensamentos de cada um.

Dito isto, vou me ater ao que estamos assistindo nos últimos anos no Carnaval da Bahia.

Não concordo quando dizem que está virando uma festa gay, até porque a opção sexual de cada um não define o seu caráter, comportamento ou respeito ao outro.

Mas o que estamos assistindo, sim, é a um verdadeiro bacanal a céu aberto, um atentado ao pudor, à nossa sociedade.

Impossível negar que a maioria dos casos de sexo no meio da rua ou sem nenhuma privacidade, vem acontecendo entre casais do mesmo sexo, mas isso é uma questão de caráter e não de opção sexual.

Nossa cidade está virando destino da putaria institucionalizada, e isso sim, agride.

O carnaval é uma festa plural, alegre, irreverente desde que nasceu, não pode ser desvirtuada para esse lado, impedindo a presença das famílias, crianças e da sua essência.

Atentado ao pudor é crime e não aceito que venham me dizer que é falsa moralidade da minha parte. Isso é excesso e deve ser coibido pelo poder público pois infringe as leis.

Esses atos selvagens não podem ser aceitos por nenhum ser humano, independentemente de os protagonistas serem casais homo ou héteros. O que se discute e não se aceita é a promiscuidade a céu aberto.

As paradas gays em todo Brasil são festas lindas, alegres, divertidas, passam mensagens, mas nelas não vemos atos promíscuos como os que assistimos no carnaval de Salvador.

Não podemos aceitar que pessoas usem nossa festa para realizar suas fantasias sexuais a céu aberto longe de suas cidades e de seus amigos e familiares para se preservarem, acabando de nos brindar com cenas de horror.

Salvador e nosso carnaval não podem ser a Baía dos Porcos de Cuba, onde os americanos desembarcavam pra fazer suas orgias com as prostitutas da pequena ilha longe dos olhos da sua sociedade

Carnaval é festa, cultura , paz e amor, mas estão confundindo tudo isso com PUTARIA A CÉU ABERTO.

(*)Davidson Botelho é leitor e colaborador do #AgoraNaBahia

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*