Embasa usa tecnologia avançada para corrigir problema e diz que vazamento de água foi provocado por piscinas

Moradores dizem que problema durou cerca de quatro meses e que foram feitos pedidos de reparo

Antes do problema ser corrigido, água vazou durante cerca de quatro meses pela sarjeta de uma das laterais da Ladeira da Barra, conforme registro dos moradores(Foto: Jarlei Augusto/Arquivo Pessoal)

O vazamento de água potável na Ladeira da Barra, denunciado em reportagem publicada pelo #AgoraNaBahia na semana passada foi corrigido, segundo a Embasa, que mandou técnicos ao local e diz ter usado tecnologia de “geofonamento’. Mas a empresa disse que o que ocorria há cerca de três meses, de acordo com a denúncia, foi o vazamento de “drenagem de água de uma piscina de um prédio da área”.

Local onde os técnicos da Embasa detectaram o problema e fizeram os reparos(Foto: Jarlei Augusto/Arquivo Pessoal)

Ao receber a nota da assessoria de comunicação, o #AnB foi ao local e constatou que o vazamento foi contido, ainda que o serviço tenha sido feito pelos trabalhadores da empresa em frente à construção de um prédio, sem interferência em área da piscina citada pelos assessores que fizeram contato diretamente com o jornalista que fez a denúncia ao #AgoraNaBahia e diz que este assunto já tinha sido comunicado à Embasa, por telefone, há cerca de quatro meses.

A nota enviada à redação do #AgoraNaBahia pela Embasa, diz que para fazer o reparo, os técnicos tiveram que usar uma técnica especial chamada “geofonamento”, que detecta ruídos no solo e identifica o ponto de origem do problema.

Este não é um problema da Embasa, mas na rota do vazamento, são vistas bocas de lobo como estas entupidas(Foto: Jarlei Augusto/Arquivo Pessoal)

No momento em que os trabalhadores da Embasa estavam no local, o denunciante também compareceu e viu o trabalho sendo realizado e, a seguir, o vazamento sendo contido, mas sem nenhuma intervenção em área de drenagem de piscina de algum prédio. O serviço foi efetuado defronte à construção de responsabilidade da Santa Helena Empreendimentos.

Veja a nota da Embasa:

Com relação à matéria publicada ontem (18) neste veículo, sobre vazamento de água na Ladeira da Barra, informamos que técnicos da empresa concluíram o reparo na rede afetada nesta sexta-feira (19). Destacamos que, para identificação do ponto de origem do vazamento, foi necessário realizar geofonamento, técnica que permite detectar ruídos no subsolo e que precisa ser feita à noite, quando há menor interferência de barulho nas ruas, principalmente do trânsito. Ressaltamos ainda que, diferente do que consta na matéria, não há registro nos sistemas da empresa de reclamação sobre vazamento visível não corrigido em quatro meses.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*