Corpo do presidente da Câmara de Feira de Santana vai ser enterrado à tarde

Vereador morreu em casa, provavelmente de parada cardiorrespiratória

O corpo do presidente da Câmara de Vereadores de Feira de Santana, Reinaldo Miranda(Ronny), 42 anos, que morreu na noite de ontem(10) após passar mal em casa, está sendo velado em um salão da câmara, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira(11). O sepultamento está previsto para as 15h no cemitério Jardim Celestial. A movimentação na Câmara de Vereadores começou bem cedo com a presença de familiares, amigos, autoridades e eleitores.

Emocionado, o ex-vereador Genésio Serafim enfatizou a atuação de Ronny como político e como pessoa. “A gente procura palavras, procura chão. Ele era um amigo particular e acima de tudo uma grande pessoa e um político promissor, vitorioso, três mandatos de vereador, recordista na história política de Feira, quebrou a barreira dos mais de oito mil votos, uma votação fantástica na cidade. Muito inteligente, cheio de sonhos, estou muito triste, quero abraçar a família de Ronny, aos amigos, a legião de fãs. Eu tinha uma convicção de que ele iria alcançar voos maiores”.

O advogado Guga Leal também muito estava bastante emocionado. “ Tive contato com meu amigo e irmão no último sábado, umas11h. Eu ia lavar o carro, encontrei ele, conversamos, ele estava com o prefeito de Lamarão, e marcamos para ele ir lá em casa tomar uma cerveja e comer um caranguejo. Depois de 40 minutos voltei a entrar em contato com ele, e ele me disse que não iria mais porque não estava podendo beber… Ele não se queixava de nada, era muito reservado. Ele teve um problema de saúde, fez uma bariátrica, e dessa vez para cá, teve vários problemas de saúde, picos de pressão alta, já esteve internado e desta vez, infelizmente a gene não teve como salvá-lo mais uma vez”.

O deputado federal Irmão Lázaro destacou que se sente honrado por ter conhecido alguém como Ronny. “É um momento muito riste, de surpresa, fiquei muito impactado com essa notícia, deixo aqui meus sentimentos. A gente não entende os projetos de Deus, mas sinto horando por ter conhecido uma pessoa como Ronny. É alguém que lutou e que venceu, que estava construindo uma grande história. Meus sentimentos para a família”.

Com informações do Acorda Cidade

SEM COMENTÁRIOS