Cinco mortos e mais de 30 feridos em acidente com ônibus escolar na estrada; grupo ia participar de concurso de fanfarras

Motorista da carreta teve morte imediata e é apontado como responsável pela batida frontal

Um gravíssimo acidente entre um ônibus escolar e uma carreta deixou  cinco pessoas mortas e  31 feridas na manhã deste domingo(25), na BR-116, em Santa Bárbara, interior da Bahia. Entre os mortos está o motorista da carreta com placa de Conchal (SP) e outros dois adultos. As outras duas pessoas morreram no Hospital de Santa Bárbara. Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana (DPT).

A carreta seguia sentido Serrinha e o ônibus escolar (placa PQG-7593), da prefeitura de Euclides da Cunha, estava no sentido contrário. As vítimas que estavam no ônibus seguiam para Antônio Cardoso onde participariam do Concurso de Bandas e Fanfarras da Liga Cultural de Bandas Musicais da Bahia (Licbamba).

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que 31 vítimas foram atendidas. Seis no hospital de Santa Bárbara, 18  no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e quatro no Hospital Estadual da Criança (HEC), ambos em Feira de Santana

Foram socorridas para o HEC: Kaic Reis Brito, 14 anos; Gabriel Barbosa Souza, 15 anos; Ícaro Iglesias Neves Araújo, 12 anos e Henrique Morais Cavalcante, 15 anos, todos naturais de Euclides da Cunha.

Os documentos de identificação das vítimas ficaram espalhados. Uma equipe do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) também esteve no local para socorrer as vítimas mais graves.

A estudante Celiane de Jesus, disse ao Acorda Cidade que saíram três ônibus de Euclides da Cunha a caminho do festival, por volta de 8h30.

“Tinha um ônibus com os integrantes homens, neste tinha que ter os meninos e o pessoal do cívico, como a minha irmã. Tinha o ônibus das meninas e o terceiro ônibus com os instrumentos e o pessoal da coreografia. Eu vim no segundo ônibus, não vi o momento do acidente mas quando agente chegou aqui vimos o engarrafamento. Quando a gente viu que era um acidente, vimos depois o ônibus da cidade da gente e nisso todo mundo se desesperou desceu do ônibus para ajudar. Os menos feridos saíram para ajudar os mais feridos. Duas pessoas morreram no ônibus. Minha irmã ficou ferida”, relatou.

 

Com informações do Acorda Cidade

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*