“Capricho do governador”, diz Fabrizzio Muller sobre fechamento de viaduto da Paralela

Obra está pronta e foi vistoriada, segundo a prefeitura, mas houve ordem para fechamento dada pelo governo do estado

Carro da Transalvador também está parado no local onde estão viaturas da PM(Foto: Divulgação)

O viaduto implantado pela CCR na Avenida Paralela, imediações do Shopping Paralela – que é uma contrapartida exigida pela Prefeitura para as obras do metrô – foi aberto ao tráfego de veículos neste domingo (09), mas novamente fechado, 20 minutos após a abertura, pela Polícia Militar, que alegou ter recebido ordens superiores.

Em acordo fixado entre a Prefeitura de Salvador e a CCR, o equipamento deveria ter sido aberto antes do retorno das aulas, no dia 30/06, para não atrapalhar o aumento do fluxo de veículos na avenida com o retorno dos estudantes às escolas. Como o prazo não foi cumprido, a Prefeitura, através da Transalvador, realizou vistoria e efetuou a abertura do viaduto neste domingo.

“O viaduto está pronto para abertura há quatro dias, por isso o acesso ao equipamento foi liberado. A população não pode ser prejudicada por um capricho do governador”, destacou o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller.

SEM COMENTÁRIOS