Bicicletrio faz homenagem a Raul Seixas no Furdunço e Carnaval de Salvador

Inusitado nanotrio movido a pedais traz repertório de releituras das músicas de Raul Seixas e clássicos do rock em ritmo carnavalesco

O Bicicletrio Toca Raul, ao som do músico e produtor Marcos Clement e da Banda Arapuka, vai invadir a folia baiana pelo segundo ano consecutivo. O projeto se apresenta no Furdunço, neste domingo (19), às 14h, pela Prefeitura de Salvador, e em dois dias no Carnaval Pipoca, pelo Governo do Estado, sexta-feira (24), às 19h, no Pelourinho, e no sábado (25), às 14h, no Circuito Dodô (Farol da Barra até o Cristo). O inusitado nanotrio movido a pedais traz um repertório de releituras das músicas de Raul Seixas e clássicos do rock no ritmo carnavalesco, sem perder a essência rock’n roll.

O projeto une os conceitos de boa música, divertimento e mobilidade urbana, com o intuito de congregar as pessoas e ainda funcionar como uma ação de consciência ambiental, ao valorizar o uso das bicicletas como meio de transporte limpo, que promove a melhoria da mobilidade urbana e da qualidade de vida nas cidades. Com cenografia temática e feita de material reciclável pelo cenógrafo Ives Quaglia, o Bicicletrio Toca Raul e seus alto-falantes prometem propagar a alegria, arrastar muitos foliões e deixar sua marca por onde passar pelo seu caráter inusitado.

As indumentárias dos integrantes são um show à parte. A inspiração vem dos divertidos figurinos que Raul Seixas usava nos shows, clipes e capas de discos, como a do Carimbador Maluco, com capa e chapéu de hélice giratória; de Mago com chapéu e capa de estrelas; de cowboy fora da lei, de Mosca na sopa, além das barbas e cabelos volumosos, óculos escuros e casacos de couro, com cores fortes e atrativas, ao gosto do bom e velho Carnaval’n’roll.

A ousadia e irreverência do precursor do rock brasileiro, o baiano Raul Seixas, é inspiração para o projeto Bicicletrio Toca Raul. O legado artístico do autor de “Maluco Beleza”, “Metamorfose Ambulante” e “Sociedade Alternativa”, conclamou uma legião de fiéis seguidores que, ainda hoje, gritam saudosos: “Toca Raul!”. Figura mítica da contracultura baiana, o artista é um daqueles casos em que vida e obra se confundem.

O repertório escolhido para o Carnaval apresenta grandes sucessos da carreira do baiano, como “Quem não tem Colírio”, “Aluga-se”, “Al Capone”, “Carimbador Maluco”, dentre outras, além de músicas carnavalescas gravadas por Raul Seixas, mas que grande parte do público desconhece como “Eterno Carnaval” e “Eu vou botar pra ferver”.

O Bicicletrio Toca Raul é uma realização da Trevo Produções, empresa que desde 2010 vem se destacando no cenário cultural baiano, promovendo shows, exposições e projetos que valorizam, incentivam e divulgam artistas e manifestações culturais do estado.

Marcos Clement e a Banda Arapuka

O músico e produtor cultural Marcos Clement e a banda Arapuka vem promovendo diversos encontros raulseixistas e lançando projetos como o trio elétrico alternativo Tributo à Raul Seixas no circuito Barra-Ondina (carnaval de Salvador – 2005 a 2012), levando também o tributo a Raul ao projeto Carnaval nos Bairros no palco de Itapuã (2011); projeto Música no Dique (2005-2006); Comemoração do Aniversário de Raul Seixas (Praça Municipal, Parque da Cidade e Pelourinho – junho/2005 a 2012); Caminhada Raul Seixas (agosto/2009); Projeto Raul Seixas – Sempre Vivo, no Pelourinho em homenagem ao seu aniversário de morte (2009-2013), projeto Música no Parque (2013 e 2015), espetáculo Contando Raul Seixas – Músicas e Histórias do eterno Maluco Beleza (Teatro Eva Herz, Livraria Cultura do Salvador Shopping, Praça de alimentação do Salvador Norte Shopping, Teatro Cidade do Saber, Teatro Módulo, Projeto TAMAR da Praia do Forte, dentre outros – 2014 a 2016) e Bicicletrio (2016).

A banda Arapuka está na estrada desde 2004, visando imortalizar as obras de Raul Seixas. Foi criada pelos músicos Humberto Tedão e Marcos Clement, que deram esse nome à banda em homenagem ao famoso trecho “… a arapuca está armada e não adianta de fora protestar…”, da música “As aventuras de Raul Seixas na cidade de Thor (1974-Guita)”. Além de Tedão e Marcos Clement, o grupo conta com outros oito experientes músicos que tocam baixo, guitarras, sopros, percussão e vozes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO