Advogado proíbe polícia de apresentar acusado pela morte de torcedor do Bahia

Preso pela polícia estuda direito é motorista do Uber e vigilante de uma faculdade

Delegada Patrícia Brito, da DHPP não conseguiu apresentar o acusado por causa da açãoi do advogado de defesa do acusado(Foto: Divulgação/DHPP)

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP) prendeu em menos de 24 horas do crime, um dos suspeitos pelos tiros disparados contra dois torcedores do Bahia na noite de ontem(9), logo após o BAVI, na Arena Fonte Nova. Pietro Henrique Ferreira Caribé, 25 anos, vulgo “Gringo”, é membro da torcida Imbatíveis, do Vitória, de acordo com revelação da polícia. Mas ele não foi apresentado à imprensa pois o advogado dele disse que o cliente não autoriza a “exibição e exposição de sua imagem na mídia”. Uma das vítimas da ação de Pietro, conforme apurou a polícia, menor de 17 anos, não resistiu e morreu no local do crime, enquanto a outro o amigo dele está no Hospital Geral do Estado(HGE).

A DHPP está apurando, também, o envolvimento no crime de outros integrantes da mesma torcida de que ele faz parte e acredita que logo todos serão identificados e presos, esclarecendo, de vez, as motivações dos disparos. “Gringo” é estudante de direito da faculdade Dois de Julho, motorista de Uber e trabalha como vigilante na Unifacs. Os agressores estavam e dois ônibus e dois veículos pequenos e a polícia diz que “mais de uma pessoa estava com arma de fogo”. Há, pelo menos, mais quatro envolvidos, segundo as investigações.

O adolescente Carlos Henrique de Deus, que teve o corpo sepultado na manhã desta segunda-feira(10), no cemitério Campo Santo, no bairro da Federação.

Carlos Henrique, o adolescente morto quando voltava pra casa após o BAVI(Foto: Reprodução/Álbum de Família)
Carlos Henrique, o adolescente morto quando voltava pra casa após o BAVI(Foto: Reprodução/Álbum de Família)

O inquérito está à cargo da delegada Patrícia Brito que investiga o caso. As investigações contaram com ajuda de testemunhas e de imagens de câmeras de vigilância de um posto de combustíveis próximo à Avenida Vasco da Gama.

SEM COMENTÁRIOS