Acusado de matar cabo da PM morre em confronto com policiais em operação que também envolveu a PF

Um homem acusado de tráfico, homicídios e ainda de ser líder de uma organização criminosa que atua no Nordeste de Amaralina, foi localizado na manhã desta quinta-feira(17) por equipes da Polícia Federal e das Polícias Civil e Militar, no distrito de Areias, município de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador. Marcelo Henrique Menezes dos Santos, o ‘Elias Pinto’, estava escondido ao lado de outro homem, dentro de uma casa. Pinto liderava a quadrilha responsável pela morte do cabo Gustavo Gonzaga da Silva que ocorreu também em junho de 2018.

Dimas Santos do Nascimento

Ex-Ás de Ouros do Baralho do Crime da SSP, Elias Pinto já tinha sido preso e cumpriu pena no sistema prisional. O homem que estava com ele também foi identificado: Dimas Santos do Nascimento. Com a dupla, foram apreendidas duas pistolas calibre 40, carregadores, munições e 15 celulares. De acordo com os policiais, ambos reagiram atirando e na troca de tiros, não resistiram aos ferimentos.

Investigado por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Superintendência de Inteligência (SI) da SSP e PF, Elias passou um tempo escondido no Rio de Janeiro. Ele era responsável pela distribuição de drogas e armas, além de determinar mortes de rivais em Salvador. Os delegados José Bezerra e Odair Carneiro do DHPP ressaltaram a integração entre as forças de segurança e a importância da localização do criminoso.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*