Acervo da PMBA recebe certificado de Memória do Mundo pela UNESCO

Documentos que compõem o acervo premiado ajudam a contar passagens relevantes de trajetória da humanidade

Momento de entrega do prêmio ao coronel PM Anildo Batista e ao major PM Raimundo Marins(Foto: Divulgação)

O acervo documental da Polícia Militar da Bahia foi premiado pela UNESCO com o certificado de “Memórias do Mundo”, em evento realizado na sede do Instituto Geográfico e Histórico do Brasil, no bairro da Glória, no Rio de Janeiro.

A Polícia Militar da Bahia foi relacionada entre os premiados apresentação de 218 volumes de registros da atividade da Corporação entre os anos de 1859 a 1940, os quais abordam episódios significativos da história nacional, tais como a rotina da tropa enviada à guerra do Paraguai, os apontamentos da guerra de Canudos, os levantes de 1930 e 1932 e o combate ao banditismo na Bahia, com ênfase no período do cangaço.

Representaram a PM no evento o comandante de policiamento regional da capital central, coronel PM Anildo Batista e o historiador e coordenador de documentação e memória da Corporação, major PM Raimundo Marins. Para o coronel Anildo Batista é uma alegria ver os arquivos da Corporação distinguida como a primeira PM do Brasil a angariar uma premiação tão importante. “É um momento de muita alegria, para nós, baianos, obtermos o reconhecimento de uma entidade que é referência mundial, como a UNESCO, tendo por objeto nossa documentação histórica. É um reconhecimento que aumenta a nossa responsabilidade diante do mundo na preservação desse importante acervo”, destacou.

Após ser selecionado pelo Comitê Memória do Mundo (MoW – Brasil), o acervo da PMBA passa a integrar um seleto grupo de documentos que, segundo a instituição premiadora, ajuda a contar passagens relevantes de trajetória da humanidade, instrumento que deverá ser preservado como patrimônio material de significativa importância no contexto memorial.

Já a professora doutora da UFBA, Alícia Lose, coautora da proposta em conjunto com a Coordenação de Documentação e Memória da PMBA destacou a importância do arquivo. “O acervo da PM é de uma riqueza ímpar para a compreensão de fatos importantes do cenário mundial a partir do Nordeste do Brasil. Temos convicção de que a reunião de todo o acervo espalhado pelas organizações da PM na Bahia nos trará mais documentos que subsidiarão futuras premiações deste quilate”, enfatizou.

A solenidade realizada na noite da quinta-feira(7) foi presidida pelo Diretor Geral do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), Marcelo Araújo, representando o Ministro da Cultura.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

*