Whey Protein: tudo o que você sempre quis saber

Quem quer entrar em forma, além de praticar exercícios, geralmente busca alternativas para potencializar os resultados. E apesar de haver diversas alternativas nas prateleiras, na hora de escolher suplementos alimentares, o Whey Protein é a opção mais lembrada, por ser o queridinho das academias. Mas será que ele realmente é a melhor opção para atingir os seus objetivos?

Mais importante do que seguir modismos, é ter o conhecimento necessário para fazer a escolha mais adequada de acordo com as suas necessidades. Na prática, muita gente tem dúvidas ou não sabe ao certo se vale a pena ou não acrescentar o Whey Protein à dieta para ter o resultado esperado.

O #AgoraNaBahia recebeu as dicas que a Proteste, uma associação de Defesa do Consumidor de São Paulo reuniu para desmistificar algumas questões e para que você saiba tudo sobre o uso do suplemento.

Primeira dica: se tomar os devidos cuidados, o suplemento vai além dos modismos de academia. Ele pode ajudá-lo a ganhar massa magra e auxiliá-lo nos seus treinos.

Se você quer entrar em forma e não sabe bem se deve ou não acrescentar Whey Protein à dieta, a resposta dependerá dos seus objetivos, informa a Proteste. Se você busca aumentar a massa magra e a massa muscular esquelética, é fundamental que exista uma combinação de treinamento resistido, consumo hiperproteico e boa regulação hormonal. E fica mais fácil ajustar a quantidade de ingestão de proteínas em função do treino de força e hipertrofia através da suplementação de proteínas hidrolisadas – como as do soro do leite ou whey protein.

Tem outras dúvidas? Veja aqui as respostas para as perguntas mais frequentes, avaliadas pela Proteste:

1. Posso engordar consumindo Whey Protein?
Sim, porque ele estimula a insulina, principal hormônio anabólico. Por isso, consumi-lo pode induzir ao aumento de gordura na composição corporal de pessoas que não fazem ajuste no restante da dieta em função do treino.

2. Qual a diferença entre as fórmulas concentradas, hidrolisadas e isoladas?
Para garantir uma boa disponibilidade dos aminoácidos presentes no produto, é necessário que o suplemento seja capaz de se fragmentar dentro d’água (chamado de grau de hidrólise). Ou seja, um produto “100% hidrolisado” é aquele que apresenta maior pureza das substâncias desejadas. E isso permite uma recuperação muito mais rápida ao exercício realizado. Caso você não seja um atleta de alta performance, esta fórmula é extremamente substituível por outra mais simples e econômica. Já os que possuem concentrações de whey protein de aproximadamente 35 a 80 % são denominados como “Whey Protein Concentrado”. E quanto maior a concentração (%) na dose, maior a oferta dos aminoácidos, e melhor o produto. E os suplementos denominados de “100% isolados” são os que garantem presença de pelo menos 90% do concentrado de proteínas na fórmula, sem a presença de outros nutrientes.

3. As três fórmulas podem ser consumidas por qualquer pessoa?
Não. Cada tipo de produto deve ser indicado e consumido pelo público-alvo específico. A escolha estará relacionada com os objetivos propostos (performance e composição corporal), condições fisiológicas e hábitos alimentares.

4. Quem não treina pode consumir os suplementos?
Sim, contanto que haja orientação nutricional de um profissional.

8. Existe o melhor momento para consumir?
Se a sua intenção é ter a melhor recuperação muscular possível no treino, o consumo deve ser imediatamente após o treino. Entretanto, o horário é indiferente, se o seu objetivo se resume a abastecer seu plano alimentar de proteínas completas para aumento da massa muscular.

5. O produto é indicado apenas para ganho de massa muscular?
Não. A grande quantidade do aminoácido cisteína encontrada no whey garante melhor resposta imunológica, anti-inflamatória e antioxidante. É possível, inclusive, associar o uso do produto em dietas voltadas ao emagrecimento, desde que haja restrição do total de calorias ingerido, ajuste de carboidratos, proteínas e lipídeos. E, claro, que garanta a preservação das quantidades proteicas diárias necessárias.

6. O consumo de Whey Protein pode acarretar problemas no fígado ou nos rins?
Sim, se for consumido exageradamente. Logo, a auto-suplementação é contra indicada, já que apenas profissionais especializados têm total compreensão da quantidade proteica individualizada. Agora, se estas condições forem asseguradas, não há contra-indicação.

7. É preciso obrigatoriamente consumir Whey Protein para aumentar minha massa muscular?
Não. Para aumentar o volume da musculatura, basta a associação de treino de força, condições metabólicas e hormonais saudáveis, e consumir quantidade de proteínas compatível às características individuais. Caso se consiga atingir os teores de proteínas através de fontes alimentares completas, como ovos, carnes, leites e derivados, não há necessidade de suplementos.

9. Devo consumir com água ou posso combinar com outros alimentos?
A ingestão de Whey Protein com água é a forma mais rápida e pura do consumo do produto. Nem sempre esta é a melhor estratégia. Por exemplo, na busca por melhor recuperação de alguns exercícios (especialmente os de resistência), associar a frutas, sucos e outras preparações pode ser extremamente vantajoso.

10. Há perda de função se aquecer o whey protein em “receitas Fit”?
Se a sua intenção é buscar proteínas na quantidade necessária e de forma prática ao dia a dia, não haverá problema algum. Todavia, para pessoas que buscam atenuação de envelhecimento celular e melhor recuperação possível de treinamentos, é fortemente recomendável que evitem “receitas fit” que levem o produto a geleificar (tornar-se uma espécie de gel) e aquecer. A desnaturação de proteínas elimina as funções biológicas esperadas.

11. Deve-se confiar em qualquer produto?
Não. Nem todos os produtos no mercado possuem valor nutricional adequado; há alguns até contaminados com substâncias que não constam no rótulo. Então, antes de comprar o seu whey protein, cheque os relatórios da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e os órgãos de defesa do consumidor.

12. Como saber a quantidade de whey protein a consumir?
Antes de acrescentar whey protein à dieta, consulte um nutricionista esportivo de sua confiança, para ajudá-lo a chegar a seus objetivos, sem comprometer a sua saúde.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO